Símbolos especiais no BibTeX

Tue 05 August 2014

Filed under misc

A maioria dos sistemas atuais permitem que caracteres outros, diferentes daqueles que são mostrados no teclado, sejam escritos. Porém no BibTeX esses caracteres não são mostrados. Como lidar com isso?

Contextualizando

É comum ouvir pessoas dizerem por aí que computadores só entendem “0”s (zeros) e “1”s (uns). Mas o que efetivamente isso significa? Para pessoas de fora da área da informática, acredito que esse seja um dos momentos em que se chega mais perto de entender um pouco do funcionamento desse equipamento.

Pois bem, o arquivo de fato é uma sequência de “zeros” e “uns”. O trabalho do sistema do computador é separá-la em grupos que serão interpretados, por exemplo: esse representa “T”, esse outro “e” e esse “X” (e mostra na tela do computador “TeX”). Para tanto, o computador consulta tabela que relaciona os grupos de bits às letras e isso é chamado de “codificação”.

Mas repare que isso é bastante subjetivo. Este ponto pode ser considerado a Torre de Babel dos sistemas computacionais, pois inclusive estão ligados às línguas assim como a história original.

Para os EUA, inventores dessa tecnologia, alguns poucos caracteres eram suficientes, totalizando apenas 128 (codificação ASCII). Eles não tem acentuação, nem “ç” (nós temos!), mas mesmo eles precisariam de outros símbolos para a parte matemática, como letras gregas (α, β, …). Existem ainda os ideogramas orientais.

É válido lembrar que no início, essa situação não era tão problemática assim. Mas com a globalização e a internet, isso mudou. Arquivos precisam ser trocados o tempo todo, no mundo inteiro, e a padronização se tornou necessária. Mas obviamente não se tornou uniforme ainda.

Onde estamos?

BibTeX teve sua primeira versão liberada (0.98f) em 1985 e em 1988 foi liberada a versão 0.99c que ficou intocada durante 22 anos. Ou seja, surgiu antes de toda essa revolução na codificação, o que significa que durante todo esse período o BibTeX só tinha capacidade de processar caracteres básicos.

Em 2010 (1988 + 22) surgiu a versão 0.99d. Mas não adiantava comemorar muito pois ela veio apenas para permitir a inclusão de urls nos bancos de entrada. Outras atualizações estão previstas, mas até hoje, agosto de 2014, nada apareceu. Convenhamos, o que são 4 anos em 30?

Só nos resta esperar?

Essa resposta, com certeza, é não. A falta de atualizações no código do BibTeX não acontece por falta de comunidade e sim pois as pessoas que precisam lidar com isso conseguem contornar essa situação. Apesar de o BibTeX não ter capacidade de processar caracteres diferentes daqueles do conjunto básico, ele oferece meios para que essa restrição seja superada. E é o que vamos tratar a partir de agora.

Macros LaTeX

BibTeX permite que algumas macros LaTeX possam ser utilizadas dentro dos campos para serem processadas posterior e diretamente no documento final.

Símbolos especiais

Graças a essa capacidade herdada do LaTeX, muitos símbolos podem ser usados no arquivo que servirá como fonte de informações para o BibTeX. Mas precisam ser feitos do jeito antigo, como se fossem comandos. A seguir, mostro alguns exemplos.

Exemplos de acentuação no BibTex utilizando a letra “o”.
Símbolo Código
ò \`{o}
ó \'{o}
ô \^{o}
ö \"{o}
ő \H{o}
õ \~{o}
ç \c{c}
ō \={o}
\b{o}
\d{o}
ȯ \.{o}
ŏ \u{o}
ǒ \v{o}
o͡o \t{oo}

Modo matemático

O modo matemático do LaTeX também pode ser utilizado para aumentar ainda mais a capacidade de inserção de símbolos. Muitos são os casos possíveis e abaixo mostro alguns deles:

Exemplos de inserção de símbolos utilizando o modo matemático do LaTeX.
Símbolo Código
α $\alpha$
°C $^{\circ}$C
20th $20^{th}$

Formatação via macros LaTeX

Além dos símbolos, ainda podem ser usados comandos de formatação advindos também do LaTeX, por exemplo: \emph, \texttt, \LaTeX, \verb, entre outros. Mas é sempre bom ter em mente que a formatação em si é um trabalho do estilo aplicado, então use esse recurso com cautela.

Outros caracteres proibidos

Porém, o BibTeX também impõe algumas restrições quanto ao uso de caracteres pois podem causar conflito na descrição de formatação e precisam ser utilizados com escapes, ou seja, precedidos por uma barra invertica (\). Como exemplo:

Exemplos de uso de caracteres proibidos
Símbolo Código
{ \{
$ \$
} \}

Dica!

Se durante a compilação o erro relatado estiver atrelado ao BibTeX, corrija o erro apontado e lembre-se de apagar os arquivos auxiliares, principalmente o .bbl e o, quiçá mas de responabilidade pouco provável, .aux. Muitas vezes esses arquivos mantém o erro internamente e prejudicam a depuração.


Comments


TECEPE ENG BR © tecepe Powered by Pelican and Twitter Bootstrap. Icons by Font Awesome and Font Awesome More